Artigo » Aline Cerqueira

avatar

Ver Perfil

Aline Cerqueira

Advogado    OAB/BA

advocacia especializada no direito imobiliário, condominial, registral e cartorário, complice imobiliário e arrematação de imóveis em leilão judicial com ênfase na ad...

  • Lauro de Freitas/BA
  • Enviar Mensagem

O Poder Judiciário não é o único caminho para solucionar seu conflito

Você leitor, já se deparou por muitas vezes, diante de uma situação conflituosa não conseguindo encontrar a solução? Acreditando que a melhor maneira de resolvê-la é ajuizando um processo? As desavenças devem ser olhadas de maneira reflexiva, percebendo, que cada indivíduo tem suas razões, o seu valor, o emponderamento dos interesses de cada um deve ser analisado e compreendido. As pessoas precisam sair de suas posições, para serem mais flexíveis na convivência social, nos relacionamentos pessoais, se colocando no lugar do outro. Não pense que este tipo de comportamento e compreensão é ilusão, pode ser real, a partir do momento em que as pessoas se esforçam e começam a mudar as atitudes, se auto- avaliam, percebendo que, nem sempre estará com a razão e mesmo a tendo, aprenderá a ceder, pois, tornando-se uma pessoa estática, irredutível, autosuficiente, ficará sujeita à fragilidade e a insatisfação fará parte da sua vida. Não se pode validar, que as desavenças sejam fenômenos jurídicos, pois, por traz delas haverá sempre a subjetividade das emoções. No âmbito judicial, o conflito é contextualizado juridicamente, o que é errado, pois não alcança a solução satisfatória para as partes, nem valoriza os interesses ocultos. Ao resolver os atritos que envolvam direitos patrimoniais que possam ser negociados, de forma construtiva através dos institutos da mediação, conciliação ou arbitragem, estes legalizados por leis Federais: Lei 13.140/2015, Lei 13.129/2015, 13.105/2015, lei 9.307/96, contando com auxilio do profissional: Mediador, conciliador, árbitro, bem como com apoio do advogado, as partes envolvidas no conflito, conseguem resolver por vias extrajudiciais, de forma mais rápida, econômica, satisfatória e eficiente. Exemplos de situações que podem ser resolvidas através da mediação, conciliação e arbitragem: Dividas em geral, estabelecimento de valores de pensão alimentícia, relações contratuais, relações empresariais, conflitos na Administração Pública. Para quer judicializar se você pode mediar, conciliar, todos só têm a ganhar. Aline Cerqueira Advogada/ Mediadora, árbitra @advalinec

Faça sua pergunta para Aline Cerqueira



0543 Repita:

Advogado ou Escritório de Advocacia

Cadastre-se de forma grautita, crie seu perfil e faça parte dessa grande rede de advogados.

dúvidas? clique aqui

Fale Com um Advogado

Olá, procurando um advogado?
Digite sua mensagem e ela será postado no nosso Fórum e para os advogados cadastrados.

3937 repita:

Mensagem enviada

No momento sua pergunta está aguardando aprovação e assim que for respondida você receberá um e-mail.